PMNAS

ONU celebra primeiro Dia Internacional da Energia Limpa

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas declarou este 26 de janeiro de 2024 como o primeiro Dia Internacional da Energia Limpa.

Por Midia NAS em 28/01/2024 às 12:31:31
Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas declarou este 26 de janeiro de 2024 como o primeiro Dia Internacional da Energia Limpa. A ideia é aumentar a conscientização e mobilizar ações para uma transição justa e inclusiva para a energia limpa, em benefício das pessoas e do planeta.

Em pronunciamento postado nas redes sociais da ONU, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destaca que a transição energética é "imparável" e que governos devem agir para acelerar esse processo, com os países que mais utilizam os combustíveis fósseis como carvão, o petróleo e o gás. A energia limpa, segundo Guterres, tem um potencial inesgotável

"É minha firme convicção que a eliminação progressiva dos combustíveis fósseis não é apenas necessária, é inevitável. Mas precisamos que os governos ajam para acelerar a transição, com os maiores emissores liderando o caminho. Isso significa desencadear um aumento do financiamento climático; em particular, que os governos reformem os modelos de negócios dos bancos multilaterais de desenvolvimento para que promovam meios de financiamento acessíveis. Significa que os países devem criar novos planos climáticos nacionais até 2025, que mapeiem uma transição justa e equitativa para a energia limpa. E significa que os governos fecharão a porta à era dos combustíveis fósseis."

Para o chefe das Nações Unidas, a energia limpa pode ser uma resposta da crescente demanda pelo consumo de energia e pode assegurar que milhões de pessoas tenham fontes acessíveis e atinjam o objetivo de que todos tenham eletricidade até 2030.

Ele destacou também que a transição de combustíveis fósseis para as energias renováveis é essencial para evitar o "pior do caos climático e estimular o desenvolvimento sustentável".

Segundo a ONU, cada dólar de investimento em energia limpa cria três vezes mais empregos do que se fosse investido em combustíveis fósseis. O carvão, petróleo e gás são responsáveis por quase 90% das emissões globais de dióxido de carbono.

Atualmente, as fontes renováveis de energia, como eólica, solar, hidrelétrica e geotérmica, fornecem cerca de 29% da eletricidade em todo o mundo.

Meio Ambiente São Luís 26/01/2024 - 14:05 Sâmia Mendes/Renata Batista Madson Euler - Repórter da Rádio Nacional Energia Limpa ONU sexta-feira, 26 Janeiro, 2024 - 14:05 151:00

Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/

Comunicar erro
Camara Municipal de NAS

Comentários

Ju Modas 2